Sargento da reserva é morta enquanto caminhava com cachorro na Zona Sul de Porto Alegre

Vítima, identificada como Terezinha Alfredo, foi baleada.

Polícia Civil investiga o caso como latrocínio.

Uma policial militar da reserva foi morta, na noite da terça-feira (24), no bairro Vila Nova, Zona Sul de Porto Alegre.

Segundo o 1º Batalhão da Brigada Militar (1º BPM), a sargento Terezinha Alfredo, de 51 anos, caminhava com um cachorro quando foi atingida por um tiro. Um suspeito roubou a bolsa da policial, conforme a Brigada Militar, mas ainda não se sabe quantas pessoas participaram do assalto.

De acordo com o delegado Luciano Coelho, o caso é tratado como latrocínio, quando o roubo é seguido de morte. “Tudo indica que foi latrocínio.

É o que se apresenta.

Agora vamos iniciar as investigações”, afirma o delegado.

De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, o porteiro de um prédio próximo, que ajudou no socorro por volta das 21h, disse ter ouvido um único disparo.

Um suspeito foi detido durante a madrugada, mas foi liberado por falta de provas. Terezinha morreu durante atendimento no Hospital de Pronto Socorro, após ser transferida em uma ambulância da Associação Hospitalar Vila Nova.

Categoria:Rio Grande do Sul